Skip Navigation Links

A Loja "América" e a Instrução Pública

Coluna Publicada no Jornal "A Província de São Paulo"
de
4 de Janeiro de 1875
 
RESENHA
Coluna publicada no jornal "A Província de São Paulo", hoje "O Estado de São Paulo" de 4 de janeiro de 1875 dando conta da iniciativa particular da Loja "América" na intalação de escolas para o ensino público, sustentadas às expensas dos IIr.'. do quadro.

É importante lembrar que, àquela época, a quase totalidade do "ensino público" do país encontrava-se a cargo dos padres (especialmente jesuítas), de particulares (para os que podiam pagar) e apenas uma ínfima parcela era provida pelo Governo Imperial. Resultava disso a esmagadora existência de analfabetismo no país.

É certo que tal quadro, com enormes implicaçõ sociais e políticas só poderia ser revertido a partir de pressão e iniciativas como as envidadas pela Loja "América".

Também é importante ter em mente, que a implantação de uma grande infra-estrutura de educação pública era vista, pela Loja "América" como parte de seu plano para a emancipação dos escravos e para a implantação de um regime republicano democrático.
Coluna "instruccção pública"
Instituto do Novo Mundo em Ytú.

" O entusiasmo pela instrucção começa a fazer desta provincia o objectivo das vistas dos homens intelligentes e sinceramente patriotas. Ainda não ha muito tempo que, excepção feita aos collegios de Ytu , mantidos pelos Jesuitas, apenas tinhamos na capital alguns estabelecimentos dessa natureza e estes mesmos,é força confessar, sem grandes creditos, pouco nos importando agora indagar das causas disto. De repente , porém , o espirito publico agitou-se e collegios importantissimos como o Culto á Sciencia e o Internacional em Campinas e outros em differentes cidades appareceram sob bases solidas, garantidos pela confiança publica.Nesses collegios uma instrucção mais ou menos ampla é ministrada á mocidade. As festas collegiaes provocam a curiosidade das populações que concorrem á elas, e os mais distinctos talentos ali figuram de par com os jovens nos belos certames da intelligencia. Tudo isso indica que a Provincia segue em rumo explendido que vae direito á grandeza e á gloria. Nesse periodo de reacção só a energia e actividade do povo o guiam á conquista do mais uberrimo terreno em que medrava a ignorancia. É que ao signal de uma Loja maçonica um povo illustre se ergue e atira-se ousado ao campo onde devia alcançar a mais brilhante victoria que á iniciativa particular estava reservada: a de crear com recursos particulares verdadeiras casas de educação e instrucção. Cabe á Loja America a prioridade do louvavel emprehendimento que hoje encontra por toda parte esforçados obreiros que poem em practica seus elevados intuitos. Foi ella que primeiro proclamou e ensinou por factos ser preciso que o povo cuidasse por si, directamente , de sua propria instrucção."



   
Copyright © 2017 Maçonaria Virtual